load
Almeida Melo Advogados Sociedade de Advogados

Notícias

Imagem ilustrativa da noticia

CRÉDITOS APURADOS NO PROGRAMA REINTEGRA NÃO FAZEM PARTE DA BASE DE CÁLCULO DO IRPJ E DA CSLL.

A Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que os créditos apurados no âmbito do Regime Especial de Reintegração de Valores Tributários para Empresas Exportadoras (programa Reintegra) não compõem a base de cálculo do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). Por maioria de votos, o colegiado considerou que a finalidade do benefício do Reintegra (incentivo fiscal na forma de recuperação dos custos tributários incidentes na exportação de produtos) inviabiliza a inclusão dos créditos no cálculo de IRPJ e CSLL.

© mw.adm.br - 2018